Revista E&S

Tilapicultura de alta rentabilidade e produtividade

DOI: 10.22167/2675-6528-20220021

E&S 2022,3: e20220021

Como toda atividade agropecuária, a piscicultura é extremamente competitiva e para isso é fundamental adicionar a parte econômica e financeira”

A entrevista aborda a piscicultura e a utilização de simulações dentro dos parâmetros zootécnicos – que baseiam todas as decisões técnicas –, para atingir o melhor ponto de abate e ter parâmetros assertivos na hora de decisões como “reduzir o tempo de produção ou trabalhar com o tamanho do peixe?”, ou “trabalhar com alevino ou com juvenil?”. 

Para o Dr. Gustavo Luiz Naslausky Bozano, sócio-diretor da Aqua Lagus Representação Agropecuária e da PartnerFish Consultoria, na Tilapicultura, além da produtividade, é preciso analisar cautelosamente os aspectos econômicos e financeiros, que são essenciais para o sucesso na atividade, já que tudo gira em torno da densidade de estocagem. 

Foto: G.L.N. Bozano

De acordo com ele, a densidade de estocagem influencia no peso final do peixe, no tempo que o peixe vai passar na água, na sobrevivência do animal, no rendimento de carcaça no frigorífico e na heterogeneidade do peixe no tanque rede. Por isso é tão importante chegar no ponto de equilíbrio entre todos esses fatores para melhorar o rendimento

Em nossa conversa, as estratégias integradas para otimização da rentabilidade na tilapicultura em tanques rede também foram discutidas, e complementadas com o artigo de sua autoria. Para saber mais, acesse: https://revistaes.com.br/2021/07/13/peso-otimo-de-abate-de-peixes-em-funcao-do-mercado-dos-custos-dos-rendimentos-de-producao-e-do-processamento-o-caso-da-tilapia/

Sobre o Entrevistado

Gustavo Luiz Naslausky Bozano

Sócio-diretor da Aqua Lagus Representação Agropecuária e da PartnerFish Consultoria.